Maio 29, 2019

7 destaques na final da Liga Europa

A última semana da temporada europeia enfim chegou. Com todos campeões nacionais já decididos, as atenções se voltam para as finais continentais. Começando pela Liga Europa — torneio secundário, mas não menos disputado.

Arsenal e Chelsea são os dois finalistas, resultado do foco recente dos times ingleses na competição. Chelsea, Liverpool e Manchester United chegaram à final nas últimas edições, depois de uma década sem um time de ponta do país alcançando o topo do torneio.

E o que esperar dos dois vizinhos nesta final? Vamos mostrar os sete destaques de Arsenal e Chelsea antes da decisão, confira!

1. Última chance de vaga na Champions

Um título internacional é sempre importante, mas levantar a taça nesta quarta-feira tem relevância ainda maior para o Arsenal. O time terminou apenas em quinto lugar no Campeonato Inglês, fora da zona de classificação para a próxima Champions League. Precisa faturar a Liga Europa para entrar na principal competição europeia — ou chegar ao terceiro ano consecutivo no torneio secundário.

2. Desfalque diplomático

A final, disputada em Baku, no Azerbaijão, trouxe também um problema diplomático para o Arsenal. Os Gunners não vão poder contar com o meia Henrikh Mkhitaryan, da vizinha Armênia. Os dois países têm disputa territorial, que já envolveu até ações militares na região, e a visita de cidadãos armênios não é vista com bons olhos: time e jogador não se deram por satisfeitos com as medidas de segurança garantidas pelo governo local para a organização da partida.

3. Reforço vindo do DM

Além de Mkhitaryan, o Arsenal tem outros desfalques importantes. O lateral Héctor Bellerín e o zagueiro Rob Holding têm lesões de longa recuperação, enquanto o meia Aaron Ramsey acusou problema muscular na partida de quartas de final, contra o Napoli.

A boa notícia é a possível volta de Danny Welbeck. Após lesão ainda na fase de grupos, o atacante voltou a treinar e pode estar à disposição de Unai Emery no banco de reservas.

4. Sem surpresas na escalação

A escalação do Arsenal não deve ter muitas surpresas em relação às partidas finais disputadas pelo time. O 3-4-3 é o esquema tático que trouxe melhores resultados à equipe e deve ser mantido.

Duas dúvidas devem ser esclarecidas apenas com a divulgação dos titulares: Petr Cech, que se despede do gramados, jogou todas as partidas de copas na temporada, enquanto Bernd Leno assumiu o posto na Premier League. O rodízio continua na decisão?

A outra questão também envolve o setor defensivo: Nacho Monreal ou Shkodran Mustafi para completar a linha de zaga ao lado de Sokratis Papastathopoulos e Laurent Koscielny?

5.Taça para coroar a temporada

No lado do azul da final, a preocupação é apenas em levantar um troféu na temporada. É a segunda chance do time: foi superado, nos pênaltis, pelo Manchester City na decisão da Copa da Liga Inglesa.

O trabalho de Maurizio Sarri foi suficiente para o time terminar como terceiro colocado no campeonato. Mas com os padrões de exigência da diretoria, o futuro do treinador ainda está em dúvida — mesmo o título pode não ser suficiente para que o italiano continue à frente dos Blues.

6. Peça-chave pode ficar de fora

O Chelsea chega com alguns desfalques importantes à final. O zagueiro Antonio Rüdiger e os meias Ruben Loftus-Cheek e Callum Hudson-Odoi estão fora.

O maior destaque, porém, é a situação de N’Golo Kanté. O diminuto volante tem lesão no joelho e não participou dos últimos treinamentos junto com o grupo. Caso o francês não jogue, Mateo Kovacic é cotado para completar o trio de meio campo, ao lado de Jorginho e Ross Barkley.

7. Encontros na temporada

Os times se enfrentaram apenas pelo Campeonato Inglês nessa temporada. E deu sempre o mandante. Em Stamford Bridge, vitória de 3 a 2 para o Chelsea; no Emirates, 2 a 0 para o Arsenal.

 

A única consistência demonstrada pelos times na temporada foi exatamente a falta desta. Ambos chegam bem parelhos para a final, que promete ser decidida nos detalhes. Um deles, quem tem o melhor jogador: Eden Hazard será o maior talento em campo, o que pode fazer a balança pender para o Chelsea.

Vitória dos Blues é cotada a 2.20 no 188BET, enquanto o Arsenal paga 3.50. O empate no tempo normal dá retorno 3.35. O Mais ou menos gols tem a principal linha em 2.5 gols, com Menos de 2.5 gols pagando 2.0. Está entre os palpites mais interessantes antes da bola rolar: o Arsenal não deve se expor em demasia, enquanto o Chelsea não tem facilidade para anotar gols.

Pronto para apostar de verdade?
Visite o 188BET.COM e faça apostas com dinheiro real em jogos de verdade. Retire seus ganhos com facilidade e segurança. 

Seu primeiro depósito vale o dobro - Aposte pra valer

 

Sobre 188BET
O 188BET.COM é um site especializado em apostas ao vivo. Os mercados de futebol cobrem mais de 400 ligas diferentes, oferecendo, em média, 10 mil jogos ao vivo a cada mês. Faça apostas com dinheiro real em partidas de verdade. Seu primeiro depósito vale o dobro até R$200.

Imagem: Reuters

Mais Postagens

Junho 21, 2019

8 informações sobre Peru x Brasil

A Seleção Brasileira chega a sua primeira decisão na Copa América 2019. O empate com a Venezuela na segunda partida da fase de grupos impediu que a equipe garantisse a classificação antecipada. Ficou...

Junho 19, 2019

Análise prévia de Argentina x Paraguai

A Argentina decepcionou na estreia da Copa América, perdendo para a Colômbia por 2 a 0. Placar que o Paraguai chegou a construir sobre o Catar, antes de ver os convidados asiáticos empatarem no...

Junho 14, 2019

4 destaques sobre Brasil x Bolívia

Após semanas de preparação, a Copa América vai ter o pontapé inicial nesta sexta-feira. Brasil e Bolívia se enfrentam no Morumbi procurando começar com o pé direito no torneio continental. As duas...